Como o Calvinismo me ajudou a ver o Evangelho


imagesDeixando de lado toda questão calvinismo x arminianismo e toda a discussão que envolve a predestinação, é inegável o “jeito” que a cosmovisão calvinista deu na minha forma de ver e viver o cristianismo. Com ele vi que minha fé estava em um patamar, digamos, infantil, sentimental e superficial.

Listo rapidamente as mudanças que o calvinismo me tem provocado em relação:

1. À PALAVRA DE DEUS

– Sua inerrância, inspiração, centralidade e fonte única de revelação de Deus;
– Uma leitura mais cristocêntrica da Bíblia;
– Aprofundamento e melhor compreensão bíblica, principalmente dos textos que me parecem mais complexos;
– Ver toda a Bíblia e não apenas parte dela como importante;
– A busca por uma fé mais intelectual e doutrinária;
– Devoção a ela para alimento diário;

2 À GRAÇA

– Sua beleza, perfeição e demonstração do amor e do poder de Deus;
– Como ela se revela nas Escrituras;
– O meio de vida;
– O desafio de viver pela graça e amar a lei de Deus;
– Que rejeita qualquer outro meio de apoio para meu relacionamento com o Pai;

3. À VISÃO DA SOBERANIA DE DEUS

– Na eleição, na salvação e na santificação;
– Na condução do mundo, dos acontecimentos e da vida;
– No total controle do universo, mesmo que este conspire contra Sua Igreja;
– Que, em amor, predestina. Que, em justiça, condena.
– Que torna o pecador mais desprezível em Seu filho;

4. À PRÁTICA CRISTÃ

– Como evidência máxima da regeneração;
– O objetivo de vida;
– Amor ao próximo, o cumprimento da lei.
– Na visão eclesiástica, evangelística e missionária;

5. À IGREJA

– Universal, não denominacional;
– Fiel, bíblica, madura e ativa.
– A quem devemos nossa energia de vida;
– O lugar de adoração, crescimento espiritual e exercício da comunhão com os santos;

6. À VIDA

– Bela, um espelho da Glória de Deus;

– Passei a perseguir um modo de vida com o mínimo de desperdício (frivolidades, preocupações, etc);

– Com o Calvinismo, passei a ver as diversas ideologias como inúteis (capitalismo, esquerdismo, materialismo, ateísmo, etc);

– O Calvinismo organizou na minha mente e coração a certeza de que o cristianismo é a única opção do homem obter um relacionamento Pacífico com Deus.

Você pode dizer que eu poderia obter essas compreensões sem o calvinismo. Concordo. Contudo, o calvinismo me deu uma visão bíblica desses tópicos e não uma visão denominacional, condicionada.

Não tenho dúvidas que a ênfase na graça, na soberania de Deus e na centralidade das Escrituras (recusando meios externos à Bíblia como fonte de revelação de Deus) são seus mais proeminentes destaques. Além disso, uma visão de mundo onde o cristianismo torna-se o remédio único e a atividade do cristão como característica do seu chamado e dívida para com esse mundo em trevas e morte, deu-me o impulso que precisava para entender que sou devedor ao mundo da maior mensagem: a de que os homens precisam se reconciliar com Deus, cujo caminho é Seu Filho.

Também posso afirmar que o calvinismo me ajudou muito a lidar com meu orgulho. Na verdade, ele me levou à Bíblia e me fez enxergar como a graça humilha meu orgulho. Não estou livre dele, mas ganhei ótimas ferramentas para vigiá-lo.

Sinceramente, dou graças a Deus pelos homens que ele usou para sistematizar de forma tão santa e brilhante o Evangelho, como defesa contra o liberalismo, o legalismo e a relativização das Escrituras.

Eu duvido que essas coisas não acontecerão contigo caso você decida entendê-lo.

Era isso.

Anúncios

Sobre Blog do Lino
Sou filho de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: