Comentários no Salmo 1º – A vida guiada por Deus


salmo1-2Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.

Depois de nos apresentar o que faz o homem que é feliz, os próximos versículos nos apresentam uma maravilhosa comparação. É bem típico da Palavra de Deus nos dar uma exata noção da vida que nos aguarda em Deus. Andar confusos quanto ao que nos espera, uma vez que somos filhos de Deus, é um enorme despropósito e falta de devida orientação bíblica. Vá a ela se há dúvidas em você, irmão leitor, e veja a superioridade da vida do filho de Deus e o quão diferente ela é do ímpio. Se não vives a vida que ela te apresenta, peça a Deus ajuda para mudar. Caso contrário, consideres quão digno de glória é o nosso Senhor.

O filho de Deus é uma pessoa bem situada, como podemos ver logo no início da comparação. Existe melhor lugar para uma árvore do que estar junto à fonte das águas? Não é a água a fonte de toda a vida? Quem pode ser mais feliz do que alguém que goza de plenitude da vida, cuja fonte é o próprio Jesus (João 4)? A qual felicidade podemos comparar à daquele que encontrou em Jesus toda a fonte de sua vida? Nem a do patriarca Isaque, que encontrou “um poço de águas vivas” (Gn 26:19) serve como referência.

“Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva” (Jo 7.37-38).

Além de estar bem baseado, isto é, firmado e sustentado por Jesus, o filho de Deus é alguém que pode se assegurar que tudo contribuirá para o seu bem, quer seja surpreendido por coisas boas ou ruins. Há propósitos na vida do eleito de Deus, pois nada foge à Sua vontade. Temos essa garantia não por nós mesmos, mas por “aquele que nos amou”.

Talvez o autor desse salmo tinha em mente a vida de José, cuja vida, bem sabemos, é um glorioso exemplo de que a vida de um filho de Deus está segura em Sua providência. Apesar de prisões, injustiças e traições, José serviu como um agente Divino na preservação e no desdobramento de Sua vontade. Por fim, viveu experiências incomuns ao garantir o sustento de sua família, rever seu pai e reunir-se com seus irmãos. Também constituiu família com filhos abençoados, como prova última do cuidado de Deus.

É assim com todos os que professam Jesus. Realmente, olhando apenas esse exemplo, não há o que temer.

“José é um ramo frutífero, ramo frutífero junto à fonte” (Gn 49:22).

Dar frutos na estação própria também nos remete à ideia de que as atitudes, as palavras e as decisões do cristão são fortemente pautadas na vontade de Deus. Elas tem uma razão de ser e um tempo para acontecer. E a melhor maneira de sabermos se nossas atitudes estão sob essa bênção é pelos frutos que se resultam delas.

Ditas no tempo certo, nossas palavras edificam; pensadas para o tempo certo, nossas atitudes são bênção; tomadas no tempo certo, nossas decisões não nos põem em problemas conosco e com o próximo.

Os frutos também nos dão uma ideia de saúde. Qual o diagnóstico mais preciso podemos fazer de uma árvore que não dá frutos? Doença. Há abundância de vida sobre aqueles que bebem da fonte de águas vivas, que estão em Jesus.

Por isso podemos aqui falar em prosperidade. Não na prosperidade vendida e anunciada pelo mercado da fé evangélica predominante nos círculos neopentecostais com a famigerada teologia da prosperidade, mas a prosperidade como uma externa evidência da aprovação de Deus, onde nossa salvação é servida de edificantes acontecimentos e vemos claramente avanços em nossa comunhão com Deus, quer na pobreza ou na riqueza.

Acesse a Série completa AQUI

Anúncios

Sobre Blog do Lino
Sou filho de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: