Comentários em 1 Pedro 1:1-9 – A fé que se deleita em Deus


Verso 8

Mesmo não o tendo visto, vocês o amam; e apesar de não o verem agora, creem nele e exultam com alegria indizível e gloriosa

Aqui se ressalta as palavras de Jesus: “bem-aventurado os que não veem mas creem” (Jo 20:19).

Vivemos em um mundo cada vez mais frio e secularizado. Por isso, incrédulo e preconceituoso. Pessoas que são frutos dessa terrível mentalidade desdenham da fé dos filhos de Deus porque “não veem”. Como bons materialistas, desprezam a dimensão espiritual a que todos nós estamos submetidos e a ideia de que terão de prestar contas a Deus por suas atitudes. Estão enganados. São orgulhosos. Seus corações são dominados pelo pecado e pela rebeldia e, naturalmente, se opõe a Deus.

Somente o Espírito Santo para mudar esse triste panorama. Cabe a ele nos levar a crer e amar a Jesus. Por nós mesmos, somos incapazes e como as pessoas que citei. Por isso, crer é o grande milagre da salvação. É milagre porque não podemos fazê-lo por nós mesmos e porque é uma obra exclusiva de Deus, sem nossa participação.

E somente essa fé – esse milagre de Deus – é capaz de gerar em nós gozo e “alegria indizível e gloriosa”. A fé que o homem cria gera nele otimismo mundano servindo como um anestésico religioso para que ele possa enfrentar as demandas da vida por si mesmo. Na verdade é uma obra de seus corações orgulhosos e caídos.

A fé que vem de Deus não é otimismo barato, mas o santo senso de nosso acesso ao Pai foi restabelecido como gesto de gracioso e infinito amor, quando passamos a gozar dos privilégios de nossa filiação.

A fé que vem de Deus se sustenta e se satisfaz em Jesus. Estamos em Jesus. Isso é suficiente para despertar nossas afeições por Sua pessoa e amor.  Toda a eternidade não é suficiente para satisfazer nossa contemplação e rendição a tamanho amor e glorioso ser. Penso que a Obra que removeu nosso pecado será completamente conhecida na eternidade e, portanto, nosso amor será aperfeiçoado, pois “aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama”. Junto a isso, exultaremos na Santidade de Deus em contraste com essa completa noção do nosso perdão. Tudo isso pela eternidade porque tempo algum é capaz de cessar nossa “alegria indizível”.

Verso 9

Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas.

Não há nada mais terrível do que uma eternidade sendo vítima da santidade de Deus e de sua justiça. É exatamente isso que se sucederá aos que aqui rejeitam a oferta de Jesus. A fé em Jesus não é uma preparação para as demandas dessa vida, para obter sucesso, saúde, riquezas e admiração mundo afora. Mais do que isso, ela é o meio pelo qual nós somos salvos.

Ela é meio que testifica que a obra vicária de Jesus atingiu nossas vidas. A oferta de perdão chegou a nós e nossa regeneração foi completada, permitindo nossa justificação e relacionamento com Deus, santo e justo. Ela é a resposta de quem foi transformado pelo amor derramado no Calvário.

Tenhamos sempre em mente, como os nossos irmãos da Dispersão deveriam ter, que a salvação das nossas almas é a grande bênção de Deus. O materialismo e as pressões do mundo moderno tendem a dar pouco valor às coisas espirituais, o que coloca em dificuldade muitos crentes, confundindo sua preferência pelas bênçãos espirituais nas regiões celestiais ou pelos prazeres do mundo.

Isso é eliminado quando somos esclarecidos quanto futilidade e a durabilidade dos prazeres oferecidos pelo mundo e a eternidade da nossa alma. Jesus nos chamou para uma eternidade com Ele. É por isso que ele morreu e ressuscitou.

LEIA a Série completa AQUI

Anúncios

Sobre Blog do Lino
Sou filho de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: