Como é uma vida resgatada – Devocionais sobre a Glória de Deus (4/5)


Segunda, John Piper falou sobre o alvo da criação ser a glória de Deus. Terça, sobre nossa falha de viver para a glória de Deus. E ontem, sobre a boa nova de que Deus ao enviar para morrer em nosso lugar estava nos resgatando da nossa falha de vivermos para Sua glória. Na devocional de hoje, John Piper medita sobre como se parece a vida que foi resgatada por Cristo – uma vida de fé e contemplação da glória de Deus.

Meditando sobre o assunto

Para tornar esta série de devocionais mais participativa, meditaremos sobre alguns pontos em cada devocional.

Ponto 1: A fé glorifica a Deus e humilha o homem

Dentre todos os meios possíveis para o homem ser salvo, Deus escolheu a fé. Por que você acha que a salvação pela graça (Sola Gratia) somente, através da fé somente (Sola Fide), com base nos mérito de Cristo somente (Solus Christus), conforme nos ensina a Escritura somente (Sola Scriptura), exalta a Deus somente (Soli Deo Gloria)?

Ponto 2: Transformados de glória em glória pela contemplação

2 Coríntios 3:8 nos mostra que somos transformados de glória em glória ao contemplarmos a glória do Senhor. Quanto mais você meditar e contemplar a glória de Deus na cruz de Cristo, através da Escritura e capacitado pelo Espírito, mais você crescerá em santidade (ou seja, se tornará cada vez mais como Cristo). O contrário também é verdade. O puritano Thomas Watson afirmou que “‎”o amor a Deus é uma armadura poderosa contra o erro. Pela falta de corações cheios de amor, os homens têm as cabeças cheias de erro; opiniões profanas existem pela falta de afeições santas.”

Quero incentivá-lo a fazer duas coisas: (1) ler o artigo “A glória do céu gira em torno da cruz” de Horatius Bonar e meditar, nem que sejam 3 minutos, sobre as glórias e as bênçãos da cruz e (2) deixar sua reflexão nos comentários abaixo.

Transcrição

Seja bem vindo de volta ao nosso devocional de cinco dias sobre a glória de Deus. Eis onde estivemos: Deus nos criou para Sua glória e, portanto, é nosso dever e destino viver para Sua glória. Segundo dia: nós falhamos – todos nós, sem exceção. Nós amamos mais a glória do homem do que a glória de Deus. Terceiro dia, Deus fez algo a respeito disso. Ele não nos jogou fora. Ele enviou o Seu Filho ao mundo para carregar as nossas falhas de vivermos para a glória de Deus, ou seja, nosso pecado e para vindicar a Sua própria glória.

E agora, estamos no quarto dia: como vivemos em vista dessa salvação? Você confia nele. Você confia nele. Somos justificados pela fé, independentemente das obras da lei. Colocamos a nossa fé em Jesus. Tiramos os nossos olhos de todas as nossas falhas de viver para a Sua glória e dizemos “Jesus, Tu és a minha única esperança” e confiamos nele.

Então, analisamos o exemplo de Abraão em Romanos 4.20, o qual diz que ele “não duvidou, por incredulidade… mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus” e aprendemos que confiar em Jesus glorifica a Deus. Quando você tem que se agarrar a alguém como sua única esperança, você mostra que ela é forte e você, fraco, ela é rica e você, pobre. Certo? Então, queremos que Deus seja exibido como grandioso e queremos viver para Sua glória e, agora, sabemos que confiar em Suas promessas é como Abraão glorificou a Deus.

E mais uma coisa. Quando você pergunta: o que significa confiar nele? O que está no cerne e na essência da confiança? E aqui está uma parte crucial dela: confiar em Deus é vê-Lo como glorioso e estar satisfeito nele. Então, vamos para 2 Coríntios 3:18: “e todos nós, com o rosto desvendado, contemplando… a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória”. Logo, é assim que sua vida começa a mudar. Isso é chamado de santificação.

Sendo assim, confiamos em Jesus, isso é, vemos, nos apegamos e valorizamos a Sua glória e, pouco a pouco, nos tornamos semelhante àquilo que valorizamos, semelhante àquilo que adoramos. Ver a glória de Jesus na cruz, o salvando, ver a glória de Deus em e através da obra da salvação começa a transformá-lo em um tipo de pessoa que ama a glória de Deus mais do que tudo. E isso, portanto, o levará a cortar as raízes do pecado e o manterá em um caminho de amor e santidade.

Então, terminaremos amanhã com a consumação de todas as coisas para a glória de Deus. Porém, hoje, medite na glória do Senhor. Agarre-se a ela e a valorize para que você se conforme cada vez mais à imagem dele.

Para acessar toda a série neste blog, clique AQUI

Por John Piper © 2012 Desiring God Foundation. Usado com permissão. Website em português: www.satisfacaoemdeus.org. Original: How the Rescued Life Looks.

Tradução: Vinícius Musselman Pimentel – Editora Fiel © Todos os direitos reservados

Anúncios

Sobre Blog do Lino
Sou filho de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: