É só confiar nele! – Por C H Spurgeon – Parte 1


O que importa o que você sentiu? Não é a sensação que o salvará. Crer em Jesus lhe trará as bênçãos da graça; mas sensações estranhas podem ser produzidas pelo que você come, ou pelo clima, ou por histeria, ou por uma centena de outras coisas. Você não sabe que quando há um debate político, ou quando algum outro assunto é disputado, o orador zeloso muitas vezes consegue comover os homens até lhes arrepiar? E daí? Esse estado alterado não salva ninguém. Muitos derretem em lágrimas ao ler um romance ou ver uma peça de teatro; mas qual é o benefício? Você pode ficar comovido com o frenesi religioso, e metade dessa emoção pode ser meramente física, e nada da graça de Deus esteja envolvida nisso. O modo mais sábio é sentar-se com calma e dizer: “Aqui está o caminho que Deus oferece para a salvação—salvação mediante seu Filho crucificado, Jesus Cristo; e ele prometeu que, se eu confiar em seu Filho, ele me salvará do pecado, e fará de mim um novo homem, e me curará das minhas enfermidades espirituais. Confiarei nele, porque estou certo de que o testemunho de Deus é verdadeiro”. Mediante esse ato simples e deliberado de fé, você está salvo; a capacidade de crer em Deus é evidência de que a cura teve início, um bom começo. Se você realmente confiou nele, Jesus assumiu seu caso, e ele o salvará.

O próprio fato de você poder crer, e de realmente ter crido, contém em si a força essencial pela qual será libertado da alienação da sua mente. Quem crê em Deus já não é seu inimigo. Àqueles em quem confiamos, aprendemos cedo a amar. Isso, você percebe, não exige sensação ou sentimento excepcional; isso é bastante claro e simples. “Mas não precisamos nascer de novo?”, diz um. Sim, verdadeiramente; e o que crê em Cristo nasce de novo. Embora ainda não o saiba, a primeira marca da vida está dentro da alma, pois o primeiro comprovante do seguro de vida espiritual é confiar somente em Jesus Cristo. A melhor evidência não é confiar em sinais, balizas, evidências, sentimentos internos, impressões, e assim por diante; mas em só sair deles e confiar em Jesus. Nisso se acha a essência da mudança salvífica, de sair do próprio eu para o Senhor Deus em Cristo Jesus. Certo marinheiro tem uma âncora excelente, uma das mais bem feitas da marinha. Ele a tem a bordo do navio, mas não vale um tostão para ele. Embora permaneça a bordo do navio, não corresponde ao propósito de uma âncora: seu navio vai à deriva com a âncora a bordo. Coloca-a no convés, e olha para ela. Que âncora! Ela não se manteria firme no dia da tempestade? Admira a âncora como se fosse um monte de ouro.

Os ventos uivam e as ondas rugem, mas ele se sente seguro com a âncora a bordo. Tolo, essa âncora não tem utilidade para você enquanto puder vê-la. O ancoradouro do navio não pode estar no próprio navio. “Que tal pendurar a âncora ao lado do navio?”. Não tem utilidade ali. O que você deve fazer com ela? Lançá-la fora do navio. Deixe-a cair nas profundezas, até o fundo do mar. Ela se foi! Você não consegue ver onde ela está. Tudo bem! Assim surtirá efeito. Agora, ó alma, lança para fora sua âncora de confiança. Não a deixe agarrada a qualquer coisa que estiver dentro de você, tal como seus sentimentos ou impressões; deixe-a descer pelo lado do navio, entrando profundamente pelas águas do amor infinito, e deixe-a firmar-se em Jesus. Você precisa ter a esperança fora de si mesmo, pois enquanto a confiança estiver dentro de si mesmo, ou tiver qualquer dependência sua, é como a âncora a bordo — apenas aumenta o peso do navio, mas certamente não poderá ajudá-lo no dia da tempestade. A verdade é esta. Deus lhe conceda graça para aceitá-la.

Fonte: Os Milagres de Jesus, publicações Shedd.

Mais sermões de C H Spurgeon? Clique AQUI

Anúncios

Sobre Blog do Lino
Sou filho de Deus.

One Response to É só confiar nele! – Por C H Spurgeon – Parte 1

  1. Cintia says:

    Boa tarde!!!
    Estas palavras falaram profundamente em meu coração. Obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: