Bem-aventurados os pacificadores


Em seu festejado livro As Lições da História, Will e Ariel Durant assinalam que durante os últimos 3.421 anos de história registrada, apenas 268 não viram alguma guerra.

Atualmente fala-se muito mais em guerra que em paz.

Por toda a parte as pessoas se queixam da ausência de paz, em qualquer das suas muitas dimensões: individual, familiar, social, coletiva, nacional, política, espiritual, etc.

A ausência de paz se torna mais torturante devido a ausência de pacificadores.

Os verdadeiros pacificadores, declarou Jesus no Sermão da Montanha, são bem-aventurados e serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados significa altamente felizes e espiritualmente prósperos, independentemente das circunstâncias. Portanto, o Mestre está se referindo a pessoas felizes, satisfeitas e realizadas.

Não pode haver paz externa se não existir paz interna, isto é, paz do lado de dentro do coração do ser humano.

O homem precisa da paz de Deus, bem como da paz com Deus. Somente após desfrutar dessa experiência, ele pode iniciar o trabalho de pacificador.

Ser pacificador não quer dizer ser frouxo, passivo, leviano, incapaz de lutar.

Ser pacificador está mais além de ser pacífico e/ou pacifista.

Significa trabalhar em favor da paz, significa possuir e desenvolver um espírito conciliador e reconciliador. Significa trabalhar em favor de tudo aquilo que consistentemente produz a verdadeira paz.

O pacificador não se envolve em contendas, discórdias, dissensões, guerras, pelejas, ódio ou violência. Ele opta pelas veredas benditas da mansidão.

Spurgeon declarou que pacificador é aquele que é capaz de por fim a uma briga e é capaz de um sacrifício para evitar uma discórdia.

O pacificador é aquele que disciplinou, treinou e dominou seu gênio intempestivo, sua natureza belicosa e sua disposição para o litígio.

O pacificador tem comunhão com o Deus de paz, vive pessoalmente em paz e preserva a paz onde quer que esteja ou aonde quer que vá.

Tiago escreveu que “o fruto da justiça é semeado na paz para aqueles que promovem a paz.“, Tg 3.18

Tanto os pequenos litígios quanto os grandes conflitos têm causado muitos males á Igreja do Senhor.

Temos muito que aprender com uma mulher pacificadora chamada Abigail, I Sm 2518-31 Quão preciosos foram os frutos que ela colheu.

Este é um princípio bíblico que se estende a todos os pacificadores: grande será sua recompensa, II Co 5.10; I Co 3.10-14.

Pacificador é aquele que promove, que faz a paz É a pessoa que procura aproximar os que estão separados ou divididos e os leva a um abraço de amor e felicidade.

O pacificador é o que vive um ambiente de shalom, porque ele é servo e adorador de Jeová-shalom.

O pacificador é apaziguador, árbitro, conciliador e mediador.

Ele não pode deixar de existir no seio da Igreja de Cristo.

Que eles não sejam uma espécie em extinção.

Como disse Isaac da Síria, “se você não é um pacificador, pelo menos, não seja um causador de problemas”.

Em sua monumental obra Word Pictures in the New Testament, AT Robertson escreveu: “O pacificador perfeito é o Filho de Deus, Ef 2.14. Assim, devemos procurar ser semelhantes ao nosso Irmão mais velho. ”

“ Os cristãos devem trazer a paz entre as pessoas e Deus e entre aqueles que estão em contradição uns com os outros. Nós compartilhamos o Evangelho da paz”. ( Wiersbe, Esboços sobre o Novo Testamento)

Para concluir, mais uma significativa transcrição:

‘Jesus não limita a paz a um único tipo, e nem os seus discípulos. À luz do evangelho, o próprio Jesus é o pacificador supremo, fazendo a paz entre Deus e o homem, e entre homem e homem. Nosso processo de paz inclui a promulgação do evangelho. Tem também a procura de todos os tipos de reconciliação. Em vez de se deleitarem na divisão, amargura, discórdia, os discípulos de Cristo deveriam se deleitar em promover a paz, tanto quanto possível,”  Ef 2.15,16,17; Cl 1.20; ( Gaebelein, F, Editor: Comentário Expositivo da Bíblia, NT.)

Que o Senhor multiplique o número de pacificadores dentro de Sua Igreja, até a o dia do Arrebatamento.

Li isso no blog do Pr.  Geziel Gomes

Anúncios

Sobre Blog do Lino
Sou filho de Deus.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: